A ANTI STATUS QUO COMPANHIA DE DANÇA é um laboratório de experimentação independente que investe na pesquisa de linguagem em dança contemporânea, criando obras coreográficas, intervenções urbanas, videodanças, foto-performances e investigando novos suportes para o trabalho com a dança, como por exemplo, livros e a internet. O grupo também desenvolve projetos na área de formação de intérpretes e arte-educação.

Reconhecida como um dos principais e mais atuantes grupos de dança contemporânea do Centro-Oeste, a Companhia foi criada em 1989, em Brasília-DF, pela coreógrafa Luciana Lara que hoje divide a direção com o produtor, cenotécnico e designer gráfico Marconi Valadares.

O nome veio da busca pela experimentação. A expressão do latim “status quo”, segundo Houassis, significa situação, estado, qualidade ou circunstância de uma pessoa ou coisa em determinado momento, uma condição. O uso do “anti” à frente da expressão atribui um significado de oposição à situação vigente, contra os padrões estabelecidos. O trabalho da Companhia se destaca pela construção de dramaturgias críticas, cuidado visual em suas produções, pesquisa de movimento diferenciada em cada espetáculo e trabalho com criação colaborativa na experimentação e desenvolvimento da linguagem da dança contemporânea. Também conhecida como A.S.Q. Companhia de dança, a abreviação com as iniciais do seu nome lembra os endereços da sua cidade sede: Brasília-DF.

Para conhecer mais a Companhia visite: www.asqdanca.com.br